• Cristiane Medeiros

Equilíbrio emocional

Por Cristiane Medeiros
















“Como cidade derribada, que não tem muros, assim é o homem que não tem domínio”

(Pv 25:28)


Assim como paramos todos os meses para fazer o balanço das contas, do que vamos pagar e quanto vai sobrar, devemos parar e fazer um balanço do nosso estado emocional, pois não somos apenas carne (físico), somos espírito e alma também.


Cuidar da nossa saúde emocional é vital, ainda mais nos dias de hoje onde pesquisas mostram que as mulheres têm até 40% de chance a mais do que os homens de ter problemas do coração (R7, 2014).


Nossas emoções podem nos levantar ou nos derrubar, nos nortear ou desnortear, por isso, sua saúde emocional deve ser priorizada assim como você prioriza sua saúde física e suas finanças.


Muitas pessoas sucumbem emocionalmente porque vão permitindo acumular nas suas emoções e mente sentimentos e pensamentos obscuros, ruins e que sugam as energias. E o pior, se acostumam com isso a tal ponto de nem perceber que estão assim.


Às vezes pode-se perceber uma pessoa desequilibrada emocionalmente: um dia está sorrindo, no outro está chorando. Um dia está tranquila, no outro está xingando todo mundo. Uma hora é focada, outrora não sabe muito bem o que quer. Quando você vai visitá-la nunca sabe quem estará do outro lado da porta para te receber. Não tem um estado permanente de bem-estar, uma montanha russa de emoções. Uma vampira emocional dela mesma e de outros.

A mulher desequilibrada afeta todos da família, pois, quando ela é assim, ela tem filhos, casamento e um lar desequilibrado.


A pessoa desequilibrada, como mostra o versículo acima, é fácil de ser perturbada e atacada pelo diabo, pelas circunstâncias e pelas pessoas, por isso mesmo, constantemente sente-se perturbada e inquieta emocionalmente. Se pudéssemos ver dentro dela veríamos um mar agitado arrebentando suas ondas nas pedras, uma ressaca marítima. Porém nesse caso, as ondas são suas emoções e as pedras, o seu interior, e ninguém aguenta essa ressaca interior por muito tempo.


Alguns podem chamar esse desequilíbrio, entre outras coisas, de transtorno bipolar. Mas não devemos aceitar esses rótulos sobre nós, “você é bipolar”, “você é depressiva”, “você é estressada”, pois Jesus disse: “Vocês já foram libertos, não se submetam de novo a esses tipos de escravidão” (Gl 5:1).


Em Gn 1:26, diz que Deus fez o homem e a mulher com a missão de dominar, e não de ser dominado por nada, nem pelos problemas, pelos remédios e nem por suas emoções.

O que a tem feito perder o equilíbrio? Estresse, frustrações, mágoa, preocupações, problemas demais?

Se ao fizer uma avaliação de si mesma, acender o sinal amarelo busque logo ajuda, em Deus primeiramente e médica. E para finalizar, e se até agora você não me deu muita atenção, agora vai dar, doenças emocionais como estresse, ansiedade e depressão, podem fazer você engordar!


Deus pode ajudá-la a andar por sobre as águas e ajudá-la a alcançar o equilíbrio que precisa para ser uma mulher feliz!


Fique bem, e em paz!


Cristiane Medeiros
















137 visualizações

Sobre nós

Nossos trabalhos

Nossos livros

Quem somos

Adriana de Paula

Declaração de Missão

Visão

Propósito

Projeto MEL

Curso Mulheres que Edificam

Desafio 30 Dias de Oração pelo Marido

30 Dias de oração pelos Filhos

Mulheres que Edificam

30 Dias de Oração pelo Marido

30 Dias de oração pelos Filhos

Mulheres Amadas e Aceitas

por Deus

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle