• Adriana de Paula

Devocional Mulheres que Edificam - 7º Dia: Erguendo as Colunas

Atualizado: 8 de Nov de 2019


Hoje, é o sétimo dia do devocional Mulheres que edificam, com o tema Erguendo as Colunas. Recordo-me, que quando eu estava escrevendo o livro Mulheres que Edificam, eu não havia colocado este Capítulo no livro. Na pressa de enviar o arquivo para a gráfica E fazer o lançamento do livro, não achei necessário colocar o capítulo das colunas, pois afinal era apenas um livro. Mas em um certo culto, o Espírito Santo falou comigo através da mensagem naquela noite, quando o pastor ministrou sobre As Sete Colunas do Livro de Provérbios. Enquanto o pastor ministrava, o Espírito Santo sussurrou ao meu coração: Adriana a sua obra não está completa, o livro não está completo, faltam as colunas, ouvindo o Senhor falar comigo, eu disse: ‘Mas Senhor, é apenas um livro! E o Senhor respondendo, disse: ‘Mas este livro simboliza a construção de uma casa e nenhuma casa subsiste, nenhuma casa fica de pé sem as colunas, volta e escreva sobre as colunas! Confesso que foi um dos capítulos mais difíceis de escrever, precisei de uma porção a mais de oração para que o Espírito Santo me levasse as colunas mais importantes e necessárias para a construção de uma família abençoada.


Na enciclopédia livre Wikipédia a coluna é um elemento estrutural vertical usado normalmente para receber esforços verticais de uma edificação e transferidos para outros elementos, como a Fundação. Em uma construção, as colunas têm como função receber e sustentar os esforços verticais, sem elas a casa não fica de pé, elas trazem equilíbrio a uma estrutura, assim sendo, se forem retiradas ou modificadas podem comprometer toda estrutura, causando rachaduras e a até desabamentos.


Infelizmente muitos lares estão comprometidos, muitos lares estão desestruturadas porque em um momento ou outro as colunas foram retiradas modificadas ou comprometidas pela ação do tempo, por isso eu quero compartilhar com você de forma muito breve as três colunas que o Espírito Santo ministrou no meu coração: A coluna do Amor, a coluna do Comprometimento e a coluna do Perdão. infelizmente neste devocional não poderei estar falando com profundidade sobre as três colunas, mas todas elas são muito importantes para a sustentação do seu lar, para que a sua família subsista as intempéries da vida, as dificuldades, as lutas.


Coluna do amor - Não há nenhum relacionamento familiar que permaneça de pé se a coluna do amor não tiver erigida, se não estiver erguida. E quando eu falo em coluna do amo, falo em todas as faces do amor. Não só o amor Eros, que é o amor paixão, aquele amor que incendeia, mas também do amor Phillos, que é o amor em forma de amizade. No casamento quando o amor Eros se apaga depois da da lua de mel, nasce então amor Phillos, amor em forma de amizade, que é o amor lá do livro de Tito. A terceira face do amor, é o amor Ágape, que é o amor incondicional,o amor de Deus. O amor que tudo suporta, tudo crê, tudo espera.. É com amor que Deus nos amou, que devemos certamente amar também nossos maridos e nossos filhos.


Coluna do comprometimento - Também é de suma importância para o relacionamento. Mas infelizmente muitos casais já entram sem comprometimento sem compromisso no relacionamento conjugal. Nunca os votos matrimoniais, o ‘ Até que a morte nos separe’ foi tão banalizado como está sendo nos dias de hoje. Ao invés de ser até que a morte nos separe, muitos hoje fazem um compromisso de : ‘até que as lutas nos separe, até que os problemas financeiros nos separe, até que é incompatibilidade nos separe’, enfim nunca o casamento foi tão banalizado a ponto de casais entrarem no relacionamento conjugal sem compromisso, sem uma aliança. Só lembrando, que antes da Aliança do casamento ser feita com cônjuge ela é feita com o Senhor em primeiro lugar, e essa aliança não pode ser quebrada. Que o Senhor te dê graça, que o Senhor te ajude a permanecer firme na Aliança que você fez com seu cônjuge e que você fez com Deus.


Coluna no Perdão - E por último, Deus ministrou ao meu coração a coluna do Perdão. Em 1 Timóteo Capítulo 2. 8, diz: ‘Quero pois os homens orem em todo lugar levantando mãos santas sem Ira e sem Contenda’. Lembro-me que quando eu estava escrevendo esta parte do perdão, no livro Mulheres que Edificam, fui convidada para ministrar em um encontro de mulheres. Quando eu cheguei lá, vi várias mulheres de mãos erguidas louvando e adorando a Deus. O clima espiritual estava tão gostoso e a presença de Deus era real naquele lugar. Mas ao ajoelhar, ouvi o Senhor sussurrar ao meu coração: ‘Muitas destas mãos erguidas estão carregadas de ira e contenda e não posso receber a adoração, e muito menos ouvir suas orações, ministre sobre o perdão!’. O perdão pode ser a coluna mais difícil a ser erguida na construção do seu casamento, na construção do relacionamento com os seus filhos, na construção familiar. Sem o perdão a sua casa, a sua construção está fadada ao fracasso. Mas como perdoar quando você é profundamente ferida? Como perdoar quando agressões físicas e verbais fazem parte da sua história? Como perdoar quando a traição seja ela conjugal ou não, quando a fidelidade tanto a conjugal, quanto a traição de um dos filhos abriu uma ferida que não quer fechar? Se o seu marido, ou os seus filhos, ou alguém muito próximo a você, fez algo que você acha difícil de perdoar, e não precisa ser nada tão grave, peça a Deus que a ajude a perdoar. Como disse Stormie Omartian : ‘o perdão não conserta o seu marido o perdão a liberta!’ O perdão não conserta o seu marido, o perdão não conserta o seu filho, o perdão não conserta alguém muito próximo a você, mas o perdão te liberta para viver em paz consigo mesmo e em paz com Deus!


O Perdão minha querida, a liberta para levantar as suas mãos santas sem ira e sem contendas, para que as suas orações subam como incenso agradável perante o Senhor (Salmo 141. 2 ). Se as suas mãos não podem ser erguida por causa da mágoa e do rancor derrame-se nesta hora diante de Deus, para que Ele te ajude a perdoar a quem for necessário, assim como o próprio Deus te perdoou. No Livro de Colossenses 3. 13, diz: “Suportando uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra o outro, assim como Cristo vos perdoou assim fazei também”.


Como escrevi no livro Mulheres que Edificam, o verdadeiro perdão acontece quando nós liberamos a nossa dor e a deixamos ir embora. Eu sei que não é fácil perdoar, eu sei o quanto doeu quando você foi afrontada, quando você foi magoada, quando você foi ferida, e essa ferida ainda é latente. Você ainda sente a dor pela traição, ou por uma palavra mal dita, por uma violência verbal ou violência física, ou qualquer que seja a situação que te levou a sentir tanta dor, mas o verdadeiro perdão acontece quando nós liberamos a nossa dor e a deixamos ir embora.


Que nessa hora minha querida, você deixe de ficar cobrando por uma atitude lá do passado. Perdoe nesta hora, libere esta dor que está no seu coração. Não é tarefa fácil, mas se você deseja construir uma família abençoada, com certeza valerá todo esforço.


No amor de Cristo,

Adriana de Paula.





Este devocional, faz parte do livro Mulheres que Edificam.


Deseja ler o livro na íntegra? CLIQUE AQUI: http://bit.ly/32BmP2I


Quer ir além da leitura e se juntar a nós no Curso Mulheres que Edificam para estudarmos os princípios da Palavra de Deus para a construção de uma família abençoada? CLIQUE AQUI: https://www.mulheresqueedificam.com.br/curso-online






Sobre nós

Nossos trabalhos

Nossos livros

Quem somos

Adriana de Paula

Declaração de Missão

Visão

Propósito

Projeto MEL

Curso Mulheres que Edificam

Desafio 30 Dias de Oração pelo Marido

30 Dias de oração pelos Filhos

Mulheres que Edificam

30 Dias de Oração pelo Marido

30 Dias de oração pelos Filhos

Mulheres Amadas e Aceitas

por Deus

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle